A pior

by Projecto Mourente

supported by
/
  • Includes high-quality download in MP3, FLAC and more. Paying supporters also get unlimited streaming via the free Bandcamp app.

     name your price

     

1.
03:36
2.
3.
03:08
4.
5.
6.
04:26
7.
04:07
8.
03:26
9.
10.

about

Terceiro álbum do Projecto Mourente

credits

released May 22, 2012

Gravado num apartamento em Compostela durante 2010 e 2011.
Misturado e masterizado por Tomás Ageitos nos estúdios d'A Ponte entre dezembro de 2011 e março de 2012.
Gracinhas e obrigados para Héctor Anllo, Roi Homens, Txiki Calvo, Erika Seven e Tucho Pintos pola sua ajudinha.

tags

license

feeds

feeds for this album, this artist

about

Projecto Mourente Pontevedra, Spain

O Projecto Mourente é um passa-tempo musical coordinado por Carlos Valcárcel. Trata-se de fazer música na casa usando as tecnologias domésticas. O Projecto Mourente desenvolve as suas atividades entre Compostela e Ponte Vedra desde 2006.

contact / help

Contact Projecto Mourente

Streaming and
Download help

Track Name: Afilia-te!
AFILIA-TE!

Se tés algum probleminha
Algum burato que devas tapar.
Une-te à nossa família:
Verás que todo se há solucionar.

Só será um minutinho.
É só assinar um papel e já está.
Farás muitos amigos,
Já o verás, já o verás!

Este é o partido
De idiotas unidos.
Afilia-te! Afilia-te!

Se te atrapalhas com todo,
Se nom compreendes os telejornais,
Podes juntar-te connosco.
Já nom terás que pensar nunca mais.

Este é o teu partido:
Convence-te, nom o penses mais!
Nom precisas principios.
É ideal, é ideal!

Este é o partido
De idiotas unidos.
Afilia-te! Afilia-te!

Este é o teu partido:
Convence-te, nom o penses mais!
Nom fai falta ser listo
Para ir votar, ir votar.

Este é o partido
De idiotas unidos.
Afilia-te! Afilia-te!
Track Name: Vou para pior
VOU PARA PIOR

Ti dirás que estou genial,
Pero madurar
A mim cai-me mal

Porque o tempo só me fai
mais apático, antipático,

Paranoico, mais alcólico,
Lacação e um pouco mais pailão.

Som um rapaz
Que escalveou
Vou para os corenta
E ainda nom sei bem quem som

Os anos nom
Me fam melhor
Nos meus defeitos todos
Eu vou para pior

Deveria ir nadar,
Deixar de fumar,
Fazer vida sã.

Ler mais livros, cultivar
O meu potencial intelectual

Pero cada vez
que penso em cambiar,
Fumo um light
E deixo-o para manhã

Som um rapaz
Que escalveou
Vou para os corenta
E ainda nom sei bem quem som

Os anos nom
Me fam melhor
Nos meus defeitos todos
Eu vou para pior

Nada hai pior
Que num ascensor
Ou no aviom
Me tratem de senhor.
Track Name: Ao teu redor
AO TEU REDOR

Nom entendo como é que o fas
Nos lugares aonde vas
Todo ao final gira ao teu redor

Tanto tem se vás polo jornal
Ou a um acto inaugural
Todo ao final gira ao teu redor

Ainda que ti fas
Por dissimular
Que nom es consciente
Do que estás a provocar

Sabes que os demais
Nom podem parar
De mirar-te fixamente
Porque...

Todo gira ao teu redor
No final, queira-lo ou nom,
Todo gira ao teu redor

Já ninguém te quer acompanhar
Sem querer-se aproveitar
Todo ao final gira ao teu redor

Quem é amigo
E quem é cortesão?
Nom o podes separar
Todo ao final gira ao teu redor

Querem-te saudar,
Querem-te tocar
Tanto tem ires de incógnito
Para o evitar

Querem-te abraçar
Querem-te bicar
E nom podes fazer nada
Porque...

Todo gira ao teu redor
No final, queira-lo ou nom,
Todo gira ao teu redor
Track Name: A revolta dos cosmopailães
A REVOLTA DOS COSMOPAILÃES

Sente-se em Garcia Barbom,
Na Caeira, nos Cantões,
Na alameda de Ferrol,
Nos passeio de Panjón.

Nom o podes evitar,
É tarde de mais.
Todo há começar manhã,
Ponhem-no os jornais

Manhã, manhã!
Estoura a revolta dos cosmopailães
Manhã, mamhã!
Nom hai volta:
é a revolta dos cosmopailães!

Em Sangenjo é um clamor,
Em Arteijo é rebeliom,
Aí na Toja som legiom,
Var cear a Boqueijón.

Nada já vai ser igual,
Todo vai mudar.
É essa catarse final
Que estavas a aguardar.

Manhã, manhã!
Estoura a revolta dos cosmopailães
Manhã, mamhã!
Nom hai volta:
é a revolta dos cosmopailães!
Há ser manhã!
Track Name: Quando vás a Portugal
QUANDO VÁS A PORTUGAL

Sabes que nom,
Que nom che fai bem viajar
A Portugal
Porque ao passares pola ponte internacional
Nom te sabes controlar

Di-me a que vás,
Se ti toalhas nunca trais.
Que vas buscar
Se nunca comes bacalhau
Como os demais
Quando vam a Portugal?

Gastas os quartos todos em livros estranhos
De reis perdidos na história medieval
Dás outra vez em lhe chamar ao coche carro
E os meus amigos dim-me: "tê-lo que deixar"

Quando vas a Portugal
Voltas todo combatente
E isso torna-te atraente e sensual

É certo que
Para cama vés com mais paixom,
Que é quando os teus biquinhos tenhem mais sabor
Pero estás fatal
Quando vés de Portugal

Passamos dias a escuitar cedês de fado,
E o Zeca Afonso em remáster digital
Só vemos vídeos da revoluçom dos cravos
Enches-me o facebook de cedilhas e ene agás

Quando vás a Portugal
Voltas todo combativo
E isso torna-te atrativo e sensual
Track Name: Feliz assim
FELIZ ASSIM

Eu som esse que evitas
Saudar pola rua,
Esse que lê revistas
De arte grega e etrusca

Eu Som esse que fala
Polo baixo e tatexa,
Ao que lhe arde a cara
Cada vez que te achegas

Eu som esse que fita
Pola noite as estrelas
Esperando que a vida
Que haja noutros planetas
Seja mais inteligente,
Mais educada e coerente
E que algum dia ao abrente
Me abduça um ovni e me leve.
Eu som feliz assim.

Som o que guarda no quarto
Guerreiros em miniatura
O que fai como em Vucano
Cos dedos quando saúda

Som esse que nom se imuta
Quando vai dar uma volta
E vê que todos se juntam
Para rirem à sua conta

Eu som-che um desses que esperam
Completando sudokus
Que o final chegue um dia
A este mundo de tolos

E que um tsunami, um cometa
Uma chúvia radioativa
Arrase o stress e a comédia
Que tiraniza a tua vida.
Eu som feliz assim.

Som esse que che deseja
Que a força te acompanhe
Esse que afronta as suas penas
Brandindo uma espada láser.
Eu som feliz assim.
Track Name: Lei e ordem
LEI E ORDEM

As divorciadas tomam
as cafetarias
Imitações da China
Invadem os nossos salões
A avanguarda cultural
promove a sodomia
Grafites anarquistas
Afeiam os portalões

Queremos mais julgados, mais
Ordens de registro,
mais escuitas, mais
Centros penais,
Cámaras de vídeo

Lei e ordem, isso é o que queremos!

Hordas de viúvas bailam
nas discotecas,
Nas áreas de descanso
Os casados metem-se mão,
A pornografia campa
polas bibliotecas,
Transexuais prenhadas
colapsam os hospitais

Queremos corpos especiais,
Mais agentes da polícia,
Mais escoltas, mais fiscais,
Um em cada esquina

Lei e ordem, isso é o que queremos!

Queremos armas, sim senhor,
Mais radares nas estradas,
Mais arrestos, mais rigor,
um milhom de alarmas.

Lei e orde, isso é o que queremos!
Track Name: Se caio
SE CAIO

Podes-me insultar,
Humilhar-me ante os demais
Ofender-me e intoxicar
Todo o ar pra respirar

Podes-me pisar,
Ameaçar-me sem parar
Podes-me fazer chorar
Só para rires de manhã

Pero por muito que o tentes nom farás
Que eu abaixe a cabeça ao te mirar

Se caio, eu sei
Como me pôr em pé
Nom sei como farei
Pero eu vou põr-me em pé

Podes-te mofar
Do meu jeito de falar
Podes-me cruzificar
Sabes que te ham apoiar

Pero todos os teus golpes só farám
Que o meu ódio medre cada dia mais
Track Name: Por quê es tam falso?
POR QUÊ ES TAM FALSO?

Quando deches em sobrestimar
A inocência dos demais?
Seica crês que porfiando fas
Que o que dis se torne real?

Por quê es tam falso?
Di-me, por quê es tam falso?
Nom é necessário
mentires-me a diário.
Por quê es tam falso?
Di-me, por quê es tam falso?
Porque teimas tanto
Fazendo tanto dano.

Já nom sei se mentes por um fim
Ou se foches sempre assim.
Nom sei se isto te está a divertir
Ou se o fas só porque sim.

Por quê es tam falso?
Di-me, por quê es tam falso?
Nom é necessário
mentires-me a diário.
Por quê es tam falso?
Di-me, por quê es tam falso?
Porque teimas tanto
Fazendo tanto dano.
Track Name: Alguém que me queira
ALGUÉM QUE ME QUEIRA

Tem que haver alguém,
Tem que haver alguém neste planeta
Que ainda reja bem
Que ainda reja bem e que me queira.
Penso porfiar
Até que um dia apareça.
Custe o que custar
Porque eu tenho a certeza

De que...

No mundo tem que haver
Alguém que me queira

Somos sete mil
Somos sete mil milhões na Terra:
Sei que por aí
Sei que por aí alguém me espera.

Só quero saber,
Só quero saber por onde.
Nom me vou render,
Nom me importa ter que ir longe

Sei que...

No mundo tem que haver
Alguém que me queira

Ainda que haja só
Uma possibilidade
Sempre há ser melhor
Procurar que resignar-se.

No mundo tem que haver,
No mundo tem que haver
Alguém que me queira